Remarketing: O que é e Como Fazer?

E-mail Marketing

Remarketing: O que é e Como Fazer?

Prof. Bruno Marinho
Escrito por Prof. Bruno Marinho em junho 1, 2020
JUNTE-SE A MAIS DE 150.000 PESSOAS

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade!

O Remarketing é uma estratégia importante de Marketing Digital que faz com que anúncios apareçam mais de uma vez para pessoas que já demonstraram interesse por um produto ou serviço, mas por alguma razão, não compraram na primeira vez.

No Marketing Digital existem termos que são bastante característicos, e o Remarketing é um deles.

Essa estratégia vem ganhando força entre os estrategistas do mundo digital, isso porque, ela é poderosíssima e faz com que empresas de todo o planeta, aumentem de maneira considerável, seus números de conversões.

Portanto, em linhas gerais podemos dizer que fazer remarketing é potencializar suas chances de fazer negócios pela internet.

Você também vai gostar de saber: “Como saber as palavras-chave mais procuradas no Google?”

O que é Remarketing?

Bom, como o próprio nome sugere, a palavra remarketing significa fazer marketing de novo. Isto é, apresentar uma campanha de marketing para alguém que já visualizou anteriormente.

No Marketing Digital, o remarketing se refere à fazer com que seus anúncios apareçam para a mesma pessoa mais de uma vez. Ou seja, quem já demonstrou interesse por seu produto, mas por alguma razão não comprou de você, terá a chance de comprar, pois irá visualizar sua campanha novamente.

A ideia de aplicar o remarketing em um negócio digital, é fazer com que o seu negócio seja visto como algo que realmente vale a pena. Afinal, já que o anúncio aparece frequentemente em mais de um canal – é sinal de que a empresa é boa e bem recomendada!

Quais são as vantagens do Remarketing?

A começar pelo fato de que com o Remarketing você aumenta as conversões. Portanto, esta é a grande vantagem, afinal, você vende mais!

Então, sabendo que um consumidor, raramente, irá comprar algum serviço ou produto de primeira, é de suma importância garantir que ele retorne para sua página de venda, antes de querer fechar com outra empresa.

De acordo com uma pesquisa feita pelo Google Adwords, só 3% dos visitantes de uma loja virtual “compram de primeira”. Isto é, a maioria das pessoas pesquisam muito antes de realmente comprar alguma coisa.

Nesse sentido, o Remarketing permite ao cliente ter um contato mais próximo de uma marca, já que ele irá se sentir mais íntimo de empresas que demonstram maior interesse em aparecer para apresentar seus serviços e produtos.

Benefícios do Remarketing em números:

  • Quase 60% das pessoas dizem gostar de receber e-mails promocionais de empresas que já visitaram anteriormente;
  • 51% dos usuários afirmam gostar de e-mails personalizados com seus nomes, pois se sentem especiais;
  • 41% dos pessoas entre 25 e 34 anos gostam de receber e-mails sobre abandono de carrinho.

marketing com bruno marinho

Como o Remarketing Funciona?

Agora vamos entender como funciona o Remarketing na prática.

Em primeiro lugar, saiba que é possível fazer Remarketing em diferentes plataformas, sendo as mais comuns: Google Ads e Facebook Ads.

Em síntese, as duas maneiras mais comuns de fazer Remarketing são:

#1 – Através de uma lista de e-mails

Para apresentar seus negócios novamente para um cliente em potencial, é muito comum usar-se o e-mail.

No Facebook, você pode integrar sua conta do MailChimp, por exemplo, para direcionar anúncios personalizados para sua audiência. Isso permite a criação de um canal de comunicação com todos que estão em sua lista de contatos.

Para saber mais sobre o MailChimp e outras ferramentas de automação de e-mail marketing, leia nosso artigo na íntegra.

#2 – Por meio do Pixel de Remarketing

E o outro caminho para fazer Remarketing é através do uso de um pixel de automatização. Nesse caso, você terá que instalar em seu site ou blog, um pixel que é fornecido pelo Facebook ou Google Ads.

Esse pixel serve para capturar informações de usuários que acessam seu site. Tudo é feito por meio de cookies que ficam no navegador do usuário.

Assim é possível monitorar a quantidade de visitas e o número de visualizações do seu anúncio, fazendo com que as campanhas sejam redirecionadas para quem já visitou seu site ou blog anteriormente.

Exemplos de Remarketing

Agora confira como aplicar o Remarketing em seu negócio:

No momento em que os usuários abandonam suas páginas

Se a pessoa não estiver preparada para comprar, provavelmente, ela irá sair do seu site sem comprar nada.

Então, nesse hiato, vale muito a pena aplicar o remarketing, a fim de que ela volte em um segundo momento, e faça a compra de você.

Quando você deseja atrair usuários antigos para seu site

É comum que as pessoas visitem seu site e não volte nunca mais. Isso pode acontecer, porque existem muitos outros sites pela internet, e as pessoas podem navegar por diferentes páginas sem nem ter certeza de qual site está acessando.

Mas para garantir que as pessoas frequentem novamente seu site ou blog, você pode aplicar o remarketing, fazendo com que o leitor comece a se familiarizar com seu conteúdo e goste de procurar por você.

Quando você não quer depender apenas de lista de e-mails

Vamos imaginar que você irá vender um produto novo e quer que as pessoas acessem suas páginas. Mas, focar apenas no e-mail não é uma opção.

Então, sendo assim, você pode impactar usuários em blogs, redes sociais e outras páginas que ofereçam a opção de remarketing, sem necessariamente, precisar usar a lista de e-mail.

Como fazer Remarketing no Facebook?

Agora vamos para a melhor parte desse conteúdo. Como fazer Remarketing na prática. A começar pelo Facebook, que é mais fácil de usar.

  • Em primeiro lugar, você terá que acessar o Gerenciador de Anúncios do Facebook e irá clicar em “Criar Anúncio”;
  • Depois, clique em “públicos”;
  • Em seguida, clique em “criar público personalizado”;
  • Escolha a opção “tráfego do site” (isso irá liberar o pixel do Facebook);
  • Uma tela irá se abrir e você dará um nome para o pixel;
  • Clique em “criar” e pronto, o pixel está criado;
  • Outra tela irá se abrir, instruindo como você deverá instalar o pixel em seu site;
  • Clique em “instalar o código manualmente” e siga as instruções;
  • O pixel será colado no cabeçalho do seu site, portanto, copie o código e cole em cima da tag </head> (para encontrar a tag, clique com o botão esquerdo do mouse na página principal do seu site e vá em “exibir código fonte da página);
  • Pronto, o pixel já está configurado!

Como fazer Remarketing no Google?

Para fazer Remarketing no Google você pode optar por fazer na Rede de Display ou na Rede de Pesquisa.

Sendo que na Rede de Display, seus anúncios irão aparecer em formato de banner, já na Rede de Pesquisa, aparecem nos resultados do mecanismo de busca.

Como Instalar a tag do Google Ads

  • Primeiro faça login em sua conta do Google Ads;
  • Clique no ícone da engrenagem e depois vá para “Gerenciador de públicos-alvo” (fica em biblioteca compartilhada);
  • Depois clique em “origens de público-alvo”;
  • Na sessão “tag do Google Ads” clique em “configurar tag”;
  • Escolha o tipo de dados que sua tag irá rastrear;
  • Clique em “Criar” e depois “continuar”;
  • A instalação se iniciará e você pode copiar o código ou baixar;
  • Copie o código e entre nas tags <head></head> do site ou blog;
  • Atenção: a tag global deverá ser instalada em todas as páginas do seu site ou blog;
  • Você terá a opção de instalar o “snippet” em páginas específicas (leia as instruções que serão apresentadas pelo Google Ads);
  • Clique em “concluído” e confirme!

Como criar lista de Remarketing no Google Ads

Agora, com a tag instalada, você pode criar uma lista de usuários que deverão fazer parte do seu remarketing.

  • Faça login no Google Ads e abra a “biblioteca compartilhada”;
  • Clique em engrenagem e vá para “gerenciador de públicos-alvo”;
  • Clique em “listas de públicos-alvo e escolha “visitantes do site”;
  • Dê um nome para sua lista e escolha a opção “membros da lista”;
  • Selecione as regras que deseja no menu “páginas visitadas” (é importante adicionar as condições, para que todos os cookies dos usuários sejam coletados);
  • Escolha um valor para o tamanho da lista, com quantidade de visitantes e período;
  • Defina a duração de associação e escolha o tempo em que cada usuário ficará na lista;
  • Clique em concluir e depois em “criar público-alvo”;
  • Pronto, tudo configurado!

Gostou desse super tutorial? Aproveite e se inscreva em nossa Newsletter para receber nosso conteúdos em primeira mão!

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.